Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Blog

Blog de Alfabetização

Troque experiências e boas práticas sobre o processo de aquisição da língua escrita.

6 dicas para uma roda de leitura mais eficiente

A atividade deve fazer parte da rotina, mas não do marasmo

POR:
Mara Mansani
Roda de leitura: crianças precisam ficar de frente umas para as outras   Foto: Reprodução/YouTube

Uma roda de leitura não é novidade para ninguém, mas precisamos pensar se essa atividade não caiu na rotina. A rotina organiza, mas muitas vezes, faz com que nossas ações se tornem repetitivas, fiquem no "automático" e percam o sentido de sua realização. Uma roda de leitura não é simplesmente organizar os alunos em círculo para eles lerem juntos. Vai muito além da organização. Roda de leitura pressupõe intencionalidade de aprendizagem, encantamento pelas palavras, pelos textos lidos e, acima de tudo, o prazer em ler.

LEIA MAIS   Nós, professores, precisamos ler (ouvir, visitar e assistir) mais

Mas o que temos que levar em conta na hora de planejar uma roda de leitura? Em primeiro lugar, a qualidade da leitura em roda. Mas há também outros detalhes que fazem toda a diferença. A seguir, compartilho algumas dicas que podem ser valiosas para a realização da atividade.

1. Defina seus objetivos

O que você pretende com a roda de leitura? Criar o hábito, formar novos leitores? Desenvolver a competência leitora? Explorar um determinado gênero textual? Estimular a leitura compartilhada? Promover um diálogo reflexivo?

Essas são algumas opções de objetivos, mas são muitas as possibilidades de aprendizagem. O foco, a intenção principal nessa prática deve ser sempre o prazer de ler, é claro. Portanto, procure evitar questionários e fichas técnicas sobre os livros lidos. Isso pode ser feito em outros momentos, em outras atividades de leitura na sala de aula.

2. Escolha um bom acervo

Escolha livros que sejam adequados à faixa etária da sua turma. Consulte sites, anote sugestões dos colegas, leia antes o que você vai explorar na roda de leitura. Para os alunos em processo de alfabetização, o texto deve estar escrito em letra de imprensa em caixa alta. Faça uma lista com nomes de livros, para facilitar o seu planejamento, e busque variar o acervo: suspense, quadrinhos, poemas, clássicos...

Seja um garimpeiro de tesouros literários em sua escola, na sala de leitura, na biblioteca, em armários. Já encontrei muita coisa boa vasculhando esses lugares. Se a proposta for uma leitura compartilhada, é necessário ter vários exemplares do mesmo livro.

3. Crie um ambiente agradável

Arejado, com boa luz, e principalmente confortável. Para se concentrarem na leitura, os alunos precisam estar bem acomodados. Parece óbvio, mas vale lembrar de colocar os alunos olhando uns para os outros na roda, para favorecer a integração e a interação entre eles. A atividade pode acontecer na sala de aula e em outros ambientes da escola, como o pátio, o jardim, debaixo de uma árvore, a quadra. Inclusive, pode ser interessante variar os ambientes. Outra opção é transformar o espaço de acordo com a proposta de leitura. Tapetes, almofadas e tecidos pendurados podem criar uma atmosfera oriental para ler contos das arábias, por exemplo.

4. Periodicidade

Creio que as rodas podem ser realizadas de 15 em 15 dias, ou uma vez por mês, mas isso fica a critério do professor, de acordo com as necessidades da turma. O principal é não deixar que ela caia nas atividades automáticas.

5. Prepare-se para a leitura

Leia o livro antes pensando na entonação, na melhor forma de contar a história aos alunos. Se a proposta for que um deles leia para a turma, prepare-o para isso. Também pode ser legal pesquisar alguma informação que possa enriquecer a leitura, como dados biográficos do autor, informações sobre o país de origem do livro, o tema abordado, etc.

Prepare perguntas provocadoras para o momento do bate-papo, de maneira que os alunos reflitam sobre o que foi lido. Estimule que eles façam perguntas e que digam o que estão pensando. Para o aquecimento, você pode utilizar músicas que tenham a ver com o tema. Só tome cuidado com as escolhas, para não agitar demais os pequenos. Senão, o trabalho para deixá-los calmos para a leitura vai ser grande!

6. Foco no seu papel na roda de leitura

O nosso papel é de mediador, responsável por despertar o gosto pela leitura literária, por encaminhar nossos alunos nas aventuras e viagens dos livros, de estimulador da leitura e de modelo de leitor. Não devemos ser o centro da roda de leitura, mas o incentivador para o protagonismo dos alunos. Não faça somente por eles, mas com eles. Assim, vamos juntos, entre interações e grandes descobertas. No mundo da leitura, vamos construindo nossa leitura de mundo.

Essas são apenas dicas, não regras, para a realização da roda de leitura. Espero que tenham gostado! Quais são suas dicas e sugestões? Essa atividade já faz parte da sua prática em sala de aula? Como está sendo realizada com sua turma? Conte aqui nos comentários e contribua com a aprendizagem de outros professores!

Vamos todos nós professores, juntos, encantar nossos alunos com boas leituras e descobrir o prazer de abrir e ler um livro!

Um grande abraço a todos e até a próxima semana!

Mara Mansani

Tags

Guias

Aprofunde sua leitura

Assuntos Relacionados