As usinas nucleares do Brasil são mais seguras que a de Fukushima, no Japão?

Usinas nucleares

POR:
Eduardo Lima, Rita Trevisan, NOVA ESCOLA

Pergunta enviada por Pedro Albuquerque, Imperatriz, MA

Sim. Primeiro, porque há poucas chances de ocorrer por aqui um terremoto seguido de tsunami, como o que levou Fukushima ao colapso. E, mesmo que isso acontecesse, nossas duas usinas (Angra I e Angra II) estariam bem preparadas: elas foram projetadas para resistir a um tremor de até 6,5 graus na escala Richter. Além disso, os reatores que apresentaram problemas no Japão eram mais perigosos, pois o vapor que movimentava as turbinas (radioativo e potencialmente explosivo em caso de falhas no sistema de refrigeração do núcleo) era produzido por eles. Nas usinas brasileiras, há uma estrutura à parte para a produção do vapor, que é limpo e não oferece risco de contaminação. Veja à direita como funciona Angra I.


Consultoria Francisco Rondinelli, diretor de Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben).

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias