Por que o telescópio inventado por Galileu revolucionou a Astronomia?

Astronomia

POR:
Patrícia Giuffrida

 

Galileu descobriu que a Lua tem crateras em sua superfície. Foto: Antonio Milena
Galileu descobriu que a Lua tem
crateras em sua superfície. 
Foto: Antonio Milena

Os primeiros telescópios surgiram na Holanda, por volta do ano de 1600. Dez anos depois, o astrônomo italiano Galileu Galilei decidiu construir o seu próprio telescópio. O primeiro modelo tinha capacidade para ampliar em nove vezes os objetos focados. Depois de algumas experiências, ele conseguiu desenvolver uma versão capaz de aumentar a visão em 30 vezes. Era um aparelho superior a qualquer outro já fabricado na época.

Ao apontar o instrumento para o céu, Galileu fez muitas descobertas que revolucionaram os estudos astronômicos. Ele mostrou, por exemplo, que a Lua não tem uma superfície lisa, mas está cheia de crateras. Observando as estrelas, percebeu que elas não eram "fixas" e que a Via Láctea não era feita, como dizia Aristóteles, por exalações celestiais, mas por um conjunto de estrelas. E descobriu quatro planetas (hoje satélites) girando em torno de Júpter.

Estudando a relação entre os planetas e os satélites, Galileu percebeu que a Terra não era o centro do universo, como dizia Aristóteles em sua teoria teocêntrica, adotada pela Igreja Católica. Para Galileu, nosso planeta era apenas um astro orbitando ao redor do Sol. Foi a partir daí que passou a defender o heliocentrismo. Isso lhe rendeu muitos problemas com a Inquisição. O astrônomo foi julgado e condenado por um tribunal do Santo Ofício. Foi obrigado a rechaçar suas descobertas. Ficou em prisão domiciliar próximo a Florença, e morreu doente em 1642.

Veja aqui um simulador virtual da luneta de Galileu no site do Instituto e Museu da História e da Ciência, em Florença, Itália.

 
Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias