Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias

Os youtubers estão mudando o jeito de ensinar – e você pode ser um deles

Ao fazer uso de um celular, você pode criar um canal para apresentar conteúdo aos alunos e tornar sua aula mais dinâmica

POR:
Débora Garofalo
Foto: Reprodução/YouTube

É muito comum ouvir dos alunos a pergunta “Professora, tem algum vídeo que a gente possa ver para compreender melhor esse assunto?”. Estamos diante de uma nova geração de estudantes cada vez mais atraída pela Internet e pelos canais dos youtubers. Enquanto nós, professores, atingimos em média 30 alunos em uma sala, eles chegam a milhões. Como educadores, temos de aproveitar as possibilidades que eles trazem para tornar nossas aulas atrativas. É uma ferramenta essencial para ir fundo nos problemas de ensino e encontrar novas maneiras de idealizar a aprendizagem.

LEIA MAIS   8 passos para levar ferramentas digitais para a sala de aula

Para isso, é preciso desenvolver habilidades que estejam alinhadas com as reais necessidades e expectativas dos estudantes, trazendo possibilidades para encontrar diferentes maneiras de desenvolver aptidão e autonomia. O vídeo é uma opção viável e eficiente que potencializa o aprendizado.

Diante da falta de estrutura e recursos das unidades escolares, como é possível criar aulas atrativas? Quais os benefícios para os professores e alunos? Quais ferramentas podem ser utilizadas para dinamizar o ensino?

LEIA MAIS   Como usar o Twitter em sala de aula

A resposta para todas essas perguntas pode estar na criação de um canal de ensino. Usando os recursos visuais, é possível expandir a sala de aula com personalização, qualidade e concebendo diferentes maneiras no processo de aprendizagem.

Para ajudar, eu reuni aqui seis dicas para quem quer iniciar o seu canal de vídeo e diversificar suas aulas. Vamos lá?

Como criar o canal no YouTube. Personalize o canal, apresentando-o de forma clara e objetiva. Vai dar aulas de Matemática para Fundamental I? Então diga que esse canal é para quem quer aprender noções básicas de Matemática. Preste atenção a pontos como um bom título (que indique o conteúdo que se vai assistir), miniaturas (escolha a melhor foto para ilustrar o vídeo), descrição (que traga qual assunto e quem apresenta o vídeo, por exemplo), tags (palavras para localizar seu vídeo), entre outros.

Comece com recursos simples. Conheça alguns canais para se inspirar (veja nossas indicações a seguir) e entender qual é a linguagem usada pelos youtubers. Você pode usar seu celular para as primeiras gravações. Grave em ambientes silenciosos e separe os materiais necessários para a gravação.

Estabeleça o conteúdo do roteiro. O roteiro é fundamental: não basta apenas dominar o conteúdo e gravar. Imagine que o roteiro é como se fosse um plano de aula, só que com uma câmera ligada em você. Na elaboração do roteiro surgem pontos, como dicas, citações, locais, onde serão gravadas as cenas e que são importantes para o sucesso da aula. Escolha uma maneira de desenvolver qualquer assunto diante de uma câmera, realize anotações quadro a quadro, crie tópicos para os assuntos que serão tratados.

Preste atenção ao áudio. O áudio é muito importante para o vídeo. Você pode usar o fone de ouvido do celular para acompanhar a gravação. Verifique se o equipamento está próximo a você e o som está saindo em um volume bom. Realize alguns testes e procure eliminar fontes de ruído, como vento ou ruído de tráfego, por exemplo.

Invista em equipamentos. Com o passar do tempo, talvez você se sinta mais seguro para fazer vídeos mais sofisticados. Invista em equipamentos, como câmera e microfone. Quanto mais profissional for o canal, mais pessoas estarão interessadas em assistir e segui-lo.

Divulgue seu canal. O YouTube permite interação nos comentários, ou seja, as pessoas que assistem ao seu canal podem deixar mensagens. A plataforma calcula o número de inscritos e lhes envia por e-mail notificações sempre que há um novo vídeo no canal. Mas é importante divulgar o conteúdo em suas redes sociais, compartilhar com amigos e grupos. Com isso, você amplia suas chances de atingir mais interessados.

Nota: Você pode fazer parte do YouTube Edu, plataforma em que o seu canal será avaliado por uma curadoria especializada. Para conhecer o YouTube Edu, clique no link e siga o tutorial que explica passo a passo o que os professores interessados devem fazer.

Agora, se o seu objetivo não é criar um canal, mas apenas usar conteúdo de vídeo em suas aulas, selecionei alguns canais para inspirar seu trabalho e trabalhar conteúdos com os alunos.

Manual do Mundo

Física Total

Se liga, nessa história

Matemática Rio

Ciência Todo Dia

Redação e Gramática Zica

Os recursos visuais transformam o currículo, tornando-o mais envolvente e atribuindo novos sentidos à construção do conhecimento. Já pensou que a maior parte das informações que absorvemos hoje nos chegam pelo sentido da visão? Assim nos conectamos com o mundo exterior e assimilamos novos conhecimentos. Por isso, trabalhar com os estímulos visuais é importante para despertar o interesse e a curiosidade, além de ser um facilitador para compreensão do objeto estudado.

E você, querido professor, quais práticas já desenvolve com seus alunos? Já utilizou um vídeo produzido por vocês em sala de aula? Compartilhe suas experiências conosco, nos comentários.

Um grande abraço e até a próxima!

Tags

Guias

Aprofunde sua leitura

Assuntos Relacionados