Pintura abstrata é um conteúdo que deve ser abordado na escola?

Pintura

POR:
Rita Trevisan, Daniela Almeida, NOVA ESCOLA, Beatriz Vichessi
<strong><em>Sem Título,</em></strong> Tomie Ohtake, 1983. Foto: Reprodução
Sem Título, Tomie Ohtake, 1983

É importante trabalhar o abstracionismo com as crianças desde a Educação Infantil, orientando a apreciação para que todos ampliem seu repertório e conheçam as variedades de representações artísticas. Com os pequenos, o foco deve ser direcionado para os procedimentos, destacando também as formas e as ferramentas adotadas pelos artistas para produzir as obras, assim como a quantidade de tinta utilizada e o percurso da pintura. É papel do educador instigar a turma a pensar e a fazer comentários sobre isso. No Ensino Fundamental, o assunto tem de ser explorado com o estudo das obras de um artista específico e também com a pesquisa sobre as transformações ocorridas em seu percurso. Tomie Ohtake (veja imagem ao lado), Alfredo Volpi (1896-1988) e Ione Saldanha (1919-2001) são nomes de artistas brasileiros interessantes para estudo no 3º, 4º e 5º anos. Todos eles caminharam da figuração para a abstração. 


Consultoria Karen Amar, professora de Arte da Escola da Vila, em São Paulo, SP. Pergunta enviada por Rafael Aparecido, São Paulo, SP


Na dúvida? NOVA ESCOLA responde

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias