Repetência gera expectativa acadêmica bem mais baixa

Estudo aponta que entre os alunos com desempenho mais baixo, aprovação é de 56,5%

POR:
NOVA ESCOLA
Foto: Getty Images

Alunos de baixo desempenho repetiram mais vezes e têm menor expectativa acadêmica, de acordo com o estudo “Um Panorama sobre Resolução Colaborativa de Problemas no Brasil", divulgado pelo Iede (Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional). Quanto mais baixo o desempenho do aluno, maior foi o percentual dos que repetiram pelo menos um ano no ensino fundamental ou médio.

LEIA MAIS   Habilidades socioemocionais podem melhorar Educação no Brasil

O estudo considera as habilidades dos alunos em resolver atividades que exijam resolução de problemas e colaboração. Entre os alunos do nível 1 (baixa complexidade e colaboração limitada), 76,7% nunca repetiram de ano. No nível 2 (contribuição para o esforço coletivo de um problema de média complexibilidade), esse número ficou em 90,4%. Entre os alunos que estão nos níveis 3 (capazes de completar tarefas complexas de resolução de problemas) ou 4 (que envolvem alta complexidade de colaboração e resolução), 94,8% nunca repetiram.

Quando analisa os alunos que ficam abaixo do chamado nível 1, ou seja, esse número cai para 56,5%. Nesse universo, 14,6% disseram já ter repetido duas ou mais vezes o Ensino Fundamental 1. E 36,6% repetiram uma vez essa etapa escolar.

Entre os alunos que estão nos níveis 3 ou 4, ninguém repetiu duas ou mais vezes o fundamental I; e somente 0,60% repetiu uma vez.

Questionados sobre sua expectativa acadêmica, a análise apontou que aqueles com baixo desempenho, que já repetiram de ano, esperam bem menos da escola.

Entre os que estão no nível abaixo de 1, 77,5% não esperam chegar ao ensino superior. Do total nesse grupo, 10,7% dizem que esperam completar somente o ensino fundamental; 64,1% o ensino médio ou ensino médio técnico; e 2,7% fazer um curso técnico ou de curta duração após o ensino médio.

As conclusões estão no estudo “Um Panorama sobre Resolução Colaborativa de Problemas no Brasil”, do Portal Iede  que usou dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês) 2015, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Entenda como é feita a avaliação

Habilidades avaliadas no Pisa 2015 em resolução colaborativa de problemas

Competências de resolução colaborativa de problemas

 

Estabelecer e manter um entendimento compartilhado

Tomar medidas adequadas para a solução do problema

Estabelecer e manter a organização do time

(A) Explorar e entender

(A1) Descobrir perspectivas e habilidades dos membros do time

(A2) Descobrir o tipo de interação colaborativa para a resolução do problema, assim como os objetivos

(A3) Entender os papeis para a solução do problema

(B) Construir uma representação compartilhada e entender o significado do problema (terreno comum)

(B1) Construir uma representação compartilhada e negociar o significado do problema

(B2) Indentificar e escrever as tarefas a serem completadas

(B3) Descrever os papeis e a organização do time (protocolo de comunicação e regras de engajamento)

(C) Planejar e executar

(C1) Comunicar com os membros do time sobre as ações a serem feitas

(C2) Executar os planos

(C3) Seguir as regras de engajamento (incitando os membros do time a realizarem suas tarefas)

(D) Monitorar e refletir

(D1) Acompanhar e restaurar a compreensão compartilhada do time

(D2) Monitorar os resultados das ações e avaliar o sucesso para a resolução do problema

(D3) Monitorar, fornecendo feedback e adaptando a organização do time e os papéis

Fonte: Pisa 2015 (OCDE). Traduzido por Portal Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede).

 

Respostas dos alunos à afirmação: "Os professores me dão a impressão de que eles pensam que eu sou menos inteligente do que eu realmente sou." (em percentual)

Nível em RCP

"Nunca ou quase nunca"

"Algumas vezes por ano"

"Algumas vezes por mês"

"Uma vez por semana ou mais"

0

47,62%

25,92%

14,62%

11,84%

1

63,20%

19,05%

9,95%

7,80%

2

70,40%

17,27%

8,02%

4,31%

3 ou 4

76,52%

15,98%

5,19%

2,31%

.

Tags