Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
RDRevista Digital

Nova Escola

Nesta área você encontrará todo o acervo da revista de maneira organizada e em formato digital

Sala de Aula | Geografia


Por: Mariana González

Tem espaço para a cidadania?

Ressaltado no texto introdutório, mas pouco presente nas habilidades, o conceito não pode deixar de aparecer no planejamento

TEM ESPAÇO PARA TUDO? Fora das unidades da disciplina, a cidadania deve ser trabalhada transversalmente. Imagem: Ansky

FORMAS DE REPRESENTAÇÃO E PENSAMENTO ESPACIAL
Engloba o trabalho com mapas, imagens, vídeos e conceitos como localização

O SUJEITO E SEU LUGAR NO MUNDO
Reflexões sobre o espaço e a relação com quem o ocupa

NATUREZA, AMBIENTES E QUALIDADE DE VIDA
Discute os fundamentos naturais do planeta e a ação humana sobre ele

CONEXÕES E ESCALAS
Possibilita que os alunos relacionem fatos locais a acontecimentos globais

MUNDO DO TRABALHO
Foco na Geografia Econômica e nas relações de trabalho

A primeira frase do capítulo sobre a disciplina na BNCC diz: "Estudar Geografia é uma oportunidade para compreender o mundo em que se vive". É uma forma de destacar a importância dada pelo documento ao papel desse componente curricular na formação cidadã dos alunos.

No texto introdutório, os autores afirmam a importância de se trabalhar a cidadania de maneira transversal às cinco unidades temáticas (conheça cada uma acima): a ideia é garantir que as crianças e os jovens sejam capazes de "estabelecer regras de convivência na escola e na comunidade; discutir propostas de ampliação de espaços públicos; e propor ações de intervenção na realidade, tudo visando à melhoria da coletividade e do bem comum". É importante que eles compreendam a relação entre o espaço e as pessoas que o habitam: desde questões pessoais até aspectos problemáticos da sociedade, como a desigualdade.

Apesar da ênfase à cidadania na apresentação do componente curricular, especialistas ouvidos por NOVA ESCOLA alertam para o pouco espaço dado ao tema nas habilidades estabelecidas para cada ano do Fundamental. Sem definição clara, é importante ficar de olho para que a cidadania não desapareça do planejamento. Um caminho possível é inseri-la em aulas ligadas a habilidades que não citam diretamente o termo, mas têm relação com o conceito. Na habilidade EF07GE04 (leia
mais no final da reportagem), por exemplo, o trabalho pode começar com uma pesquisa de dados que mostrem os aspectos destacados na redação da habilidade: os alunos buscam, na internet, fontes de informações que os permitam aprender mais sobre a distribuição geográfica dos grupos minoritários no Brasil (esses dados estão disponíveis nos sites do IBGE e do Ipea, por exemplo).

O passo seguinte seria elaborar mapas utilizando essas informações. "Como essas representações não existem assim, de forma didática e ilustrada, a ideia é fazer com que os alunos os construam", sugere Adriana Gallão, especialista em Ensino de Geografia e professora do Colégio Hugo Sarmento, na capital paulista.

Com os mapas prontos, é hora de comparar as produções e discutir. Adriana sugere perguntas como: "Por que as pessoas vivem mais em Santa Catarina do que no Ceará?" e "Por que existem mais negros no Rio de Janeiro do que no Rio Grande do Sul?". Essas reflexões ajudam a compreender a realidade do país. Em outros momentos, é possível pensar sobre o local onde vivem. Com base em dados disponíveis online e em levantamentos feitos pelos próprios alunos, pode-se descobrir a relação do seu bairro com o centro da cidade, a ligação entre a renda dos moradores e a disponibilidade de serviços públicos, entre outros. Melhor ainda se, ao final, eles planejarem um projeto de intervenção ou decidirem questionar as autoridades sobre os seus aprendizados. 

TRABALHANDO A HABILIDADE


EF07GE04
Analisar a distribuição territorial da população brasileira, considerando a diversidade étnico-cultural (indígena, africana, europeia e asiática), assim como aspectos de renda, sexo e idade nas regiões brasileiras.

Como abordar
Estatísticas como as elaboradas pelo IBGE podem ajudar a turma a compreender, com base nos dados, os diversos aspectos da sociedade brasileira. Os alunos podem buscar por esses dados na internet e pensar em maneiras de comunicá-los a outros públicos.