Compartilhe:

Jornalismo

Atividade: como utilizar o modelo de sala de aula invertida nas aulas de Matemática

Ideia é colocar os estudantes para aprenderem sobre tempo e massa e construírem uma balança com materiais recicláveis

PorIngrid Yurie

28/03/2022

Ilustração abstrata de alunos e professores em atividade de matemática utilizando computadores.
Ilustração: Nathalia Takeyama/NOVA ESCOLA

Os conceitos tempo e massa podem ser um tanto abstratos para as crianças. Nesta proposta de trabalho com a modalidade da sala de aula invertida, os estudantes do 4° ano do Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição, em Videira (SC), experimentam com o corpo a passagem dos minutos e o peso dos objetos, enquanto trabalham em equipe para criar, como desejarem, sua própria balança. 

O ensino híbrido pode tornar a aprendizagem de conceitos matemáticos mais concreta para as crianças. “Nessa proposta de trabalho, enquanto elas equilibram bexigas e balanças e criam suas próprias ferramentas, percebendo a passagem do tempo, vão aprendendo sobre as unidades de medida", explica a professora Tatiana de Oliveira, que desenvolveu a atividade. 

A educadora conta que a ideia oportuniza que cada um dos alunos aprenda no seu tempo e use a criatividade para resolver os problemas que vão aparecer pelo caminho, tendo de lançar mão dos recursos que têm à mão. Já para o professor, essa é uma chance de observar como cada estudante aprende melhor e o que engaja diferentes grupos. 

"A atividade das balanças deu tão certo que agora estamos utilizando esse instrumento para resolver problemas com as quatro operações", conta Tatiana.

A seguir, confira o passo a passo inspirado na prática da professora.

divisória de atividade

Balões e balanças para medir tempo e massa 

Nesta sala de aula invertida, os estudantes aprendem a marcar o tempo em horas e minutos e são desafiados a criar uma balança


Indicado para: 4° ano

Material: Acesso ao aplicativo de mapas mentais digitais MindMeister ou papel para desenhar, bexigas e materiais recicláveis, tais como pratinhos ou potinhos de plástico ou papel, cabides, barbantes, cordas, arames, caixas ou latas, fita adesiva e uma haste de madeira ou metal.

Espaço: Área livre, como pátio ou quadra e sala de aula

Na BNCC: EF04MA20 e EF04MA22


PASSO A PASSO 

Perguntas fundamentais. Ao final de uma aula, dialogue com os alunos sobre o que é o tempo para eles. Como percebem sua passagem no dia a dia? Quais são as diferentes maneiras de marcá-lo? Eles percebem a passagem do tempo em seus próprios corpos? Anote as principais falas da turma. 

Proponha algumas atividades em casa. Peça que os estudantes assistam ao vídeo Contagem do tempo para crianças em casa ou disponibilize-o em computadores na escola. Depois, eles devem produzir um mapa mental on-line ou em papel a respeito do tempo, que vai servir para avaliar o quanto eles sabem sobre o tema. Quem quiser gravar um pequeno vídeo sobre o tempo também pode. Peça ainda que a turma reúna e leve para a escola posteriormente materiais recicláveis para construir uma balança de pratos. Oriente que não vale comprar nada. Liste com ajuda das crianças o que será necessário: pratinhos ou potinhos de plástico ou papel, cabides, barbantes, cordas, arames, caixas ou latas, fita adesiva e uma haste de madeira ou metal. 

Brincadeira com balões. No momento seguinte com a turma, leve os estudantes para uma área ampla da escola e distribua bexigas cheias de ar. A proposta é testar por quanto tempo conseguem ficar jogando as bexigas para cima, sem deixá-las cair no chão. Marque o horário de início e, ao final, calcule com a turma por quantos minutos as bexigas permaneceram no ar e questione: quanto tempo cada um acha que passou?

Construindo balanças. Peça que o grupo se organize em pares e usem os materiais trazidos de casa para construir as balanças. Explique que, para funcionar, ela deve ter dois pratos (ou o que fizer a vez deles, como potes), equilibrados. Quando tudo estiver pronto, informe o horário de início da atividade, anotando-o na lousa, e explique que vão calcular novamente quanto tempo se passou até o final do desafio. Enquanto isso, circule pela sala para observar, fazer anotações e mediar a aprendizagem.

Tempo de testes. Conforme as balanças ficam prontas, incentive que os alunos experimentem o artefato com materiais presentes na sala de aula. Depois de um tempo, inicie uma conversa sobre as diferentes marcações de peso: o que pode ser representado por gramas e por quilos? É possível que dois objetos de tamanhos diferentes tenham a mesma massa? Por fim, calculem quanto tempo passou, agora com o desafio de considerar a conversão de horas em minutos. 

Diálogo final. Para encerrar, pergunte para a turma por que eles acham que a atividade dos balões foi marcada em minutos e a da construção das balanças em horas, e por que existem diferentes unidades de medida para os mesmos fins. Que outras eles conhecem? Use todos os registros dessa proposta para avaliar como cada estudante está construindo seus conhecimentos, a fim de planejar as próximas atividades.

divisória de fechamento

continuar lendo